ESPÍRITU PIRATA MAN by PERFUMART BRAZIL (in portuguese)

ESPÍRITU PIRATA MAN, DE NADIA Z

Perfumart - resenha do perfume Nadia Z - Espíritu Pirata ManEm 2014, a perfumista Nadia Zuodar criou as fragrâncias chamadas de Espíritu Pirata, em duas versões: uma voltada para o público masculino e outra para o feminino. Ambas fazem parte da coleção Ecosystems – Woodland e revivem a era do comércio de especiarias através dos mares, navegando com os piratas da Península da Malásia.

O conceito criativo tenta recriar a explosão de cheiros presentes nos porões dos navios, uma mistura da doçura alcóolica do rum, especiarias e o forte cheiro das madeiras de seus cascos.

Na composição, foram trabalhadas notas de rum da Martinica, mimosa, groselha preta, patchouli, madeiras preciosas da Austrália (agarwood, Muhuhu e Massoia), fava tonka, cardamomo, cacau, opoponax, cogumelos, cera de abelhas e óleos indígenas (Ximenia e Pequi).

Antes de falar da evolução do perfume sobre a pele, vamos às explicações teóricas: o Muhuhu (Brachyleana Hutchinsii) é também conhecido como sândalo africano e produz um óleo raro, de nuances balsâmicas e adocicadas; a Massoia (Cryptocaria Massoia) é uma árvore indígena da Nova Guiné, cuja casca possui aroma de coco cremoso e é uma das poucas fontes naturais de lactonas (que são produzidas sinteticamente). Seu óleo pode ser considerado irritante para a pele e, portanto, a legislação pode variar entre os países; a Ximenia produz um óleo que auxilia na durabilidade da fragrância; o Pequi é um fruto comestível encontrado no Brasil e no Paraguai e a perfumista se orgulha em afirmar que possui a primeira linha de perfumes do mercado a introduzir tal ingrediente, graças à sua essência de frutas tropicais.

O que dizer de Espíritu Pirata Man? Começo com um “uau, que perfume”! Se trata de um oriental-especiado repleto de nuances amadeiradas, alcóolicas e gourmands, durante a secagem. Quando aplicado, dá água na boca. O cheiro quente do rum faz as papilas gustativas trabalharem, enquanto o olfato é inebriado pelo aspecto licoroso da bebida. Conforme o tempo passa, a fragrância se revela mais seca e rica em madeiras de teor cremoso. Entretanto, há um forte cheiro similar ao mel, que insiste em permanecer por cima de tudo, como se fosse uma cobertura. E por mais complexa e rica que seja a pirâmide olfativa desta fragrância, é possível identificar um pouco de cada ingrediente utilizado: desde o cheiro melado da mimosa ao lado picante do cardamomo; desde o calor amargo do cacau às nuances de mirra doce.

Espíritu Pirata Man não é tão difícil como possa parecer, mas, particularmente, não indicaria para dias de muito calor. Possui boa projeção (por cerca de duas horas) e ótima durabilidade, ainda mais se levarmos em consideração que não há qualquer ingrediente sintético na sua fórmula. O líquido é bastante oleoso (cuidado com as roupas) e precisa ser levemente agitado para misturar as partículas que se formam no fundo do frasco.

Nunca me imaginei como um pirata, mas confesso que, por alguns instantes, me deixei ser levado para o porão de um navio, como se estivesse vivendo em um daqueles filmes que tratam do tema e fazem a gente repensar a história dos mares. Sem dúvidas, mais um para a lista dos prediletos da casa.